05/05/2011 Marcinha 0Comentário(s)

Quando estamos planejando nosso casamento temos que pensar em muitas coisas. Não queremos que nada dê errado. Por isso muitas noivas sofrem do temido TPC (tensão pré-casamento). Realmente são muitos detalhes. É Buffet, vestido, buquê, foto, filmagem, cabelo, maquiagem, viagem, hotel e muito mais. Graças a Deus que existem anjos como a Marcinha para nos auxiliar!

No meio de tantas coisas muitas noivas, e noivos também, acabam esquecendo um detalhe que é fundamental: a saúde! Sempre temos que estar atentos a nossa saúde, ainda mais nessa etapa de noivado e depois de recém casado! Ninguém quer descobrir que tem que fazer dieta por causa de algum problema de saúde quando estiver prestes a casar! O que mais queremos é estar com a saúde intacta para começar essa nova fase que tanto sonhamos!

E é para isso que existem os exames pré-nupciais. São exames que tanto o noivo quanto a noiva devem fazer com o intuito de saber como está a saúde de cada um. É uma forma de mostrar a preocupação pelo bem-estar de um pelo outro! E mais do que isso, já pensar nos filhos que virão! Uma grande prova de amor! J

Os exames pré-nupciais podem ser feitos em torno de quatro meses de antecedência ao casamento. O noivo pode se consultar com um clínico geral ou urologista e a noiva com seu ginecologista. Geralmente o médico solicita os seguintes exames:

 

Para a noiva:

Hemograma completo: avalia se há anemia.

Glicemia: para verificar a dosagem do açúcar no sangue.

Tipagem sangüínea: identifica o grupo de sangue ABO e Rh. Se a noiva for Rh negativo e seu noivo for Rh positivo, durante a gestação deverá haver alguns cuidados especiais.

VDRL: sífilis. Existem casos assintomáticos, por isso o diagnóstico precoce é importante.

Sorologia para rubéola: se não foi vacinada, deve se vacinar e não engravidar por pelo menos três meses.

Sorologia para hepatite B e C: são doenças que podem, inclusive, ser transmitidas por vias sexuais. Se houver a presença do vírus B ou C é indispensável o acompanhamento médico. Se a noiva estiver com a sorologia negativa para a hepatite B, deve ser vacinada. Para o vírus C não há vacina.

Sorologia para HIV: em caso positivo, o acompanhamento médico é fundamental.

Sedimento urinário: pode detectar infecções assintomáticas tratáveis.

Fezes: para o diagnóstico e tratamento de parasitoses assintomáticas.

Mamografia: para as noivas acima de 40 anos ou mesmo as que estão com 35 anos (ou mais) e tenham caso de câncer de mama na família.

Ultrasonografia Pélvica ou transvaginal: para a avaliação do útero, descartar miomas e outras patologias pélvicas.

Papanicolau: também conhecido como exame preventivo, ajuda no diagnóstico do câncer de colo do útero.

 

Para o noivo:

Hemograma;

Glicemia;

Sedimento urinário;

Fezes;

Sorologia para sífilis;

Sorologia para Hepatites B e C;

Sorologia para HIV;

Tipagem sangüínea (no caso da noiva ser Rh negativo);

Espermograma.

 

Alguns casais ainda visitam um geneticista. A procura por esse especialista é aconselhável se há na família casos de crianças que nasceram com má formação genética, como a Síndrome de Down, por exemplo. Vale lembrar que a visita a esse médico é fundamental para casos de casais consangüíneos (primos).

Vou me formar em Enfermagem, pela UFRJ, no final desse ano, e como também sou noiva, quis passar um pouco do que eu sei para todas as outras noivinhas! Rs. Se ainda ficou alguma dúvida e quiser me perguntar é só escrever para noiva.bellinha@gmail.com

Um beijo! Bellinha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.