11/01/2012 Marcinha 8Comentário(s)

O post de hoje saiu na coluna ” Para não errar ” da revista Noivas Rio de Janeiro.

O texto abaixo expressa a minha opinião pessoal sobre o assunto que hoje em dia está sendo muito comentado.

Inclusive para minha surpresa ontem mesmo em uma das confirmações de presença de uma festa que estou realizando um convidado me perguntou se o almoço servido seria por adesão !

Me surpreendi, pois percebi que é um formato de casamento que está aos poucos se difundindo.

Vamos a matéria…

Este é um tema  um pouco delicado “ convite por adesão “ em casamento. Já  usa –se em outros formatos  de festas como: , aniversário , coquetéis, despedida de solteiro…Mas na área de casamentos é novo…

Sugiro que vocês convidem  somente as pessoas bem próximas  e que conhecem a situação financeira do casal para que vocês tenham esta liberdade de conversar e  explicar o motivo para tal festa .

Devemos lembrar também  que os convidados  já  tem alguns gastos como: roupas, presentes, cabeleireiro, deslocamento etc.

Poderá ser feito  pessoalmente conversando  antecipadamente com parentes, amigos  e explicando  que devido a condição financeira  atual do casal vocês gostariam de fazer  esta festa por adesão .

Como já foi levantada a idéia antes entre todos  a forma mais delicada de se fazer isto seria  incluir no  save the date  esta  informação enviando por email ou telefone com: local e valor da adesão. Nunca no convite oficial.

Ressalto também que na hora de entregar os convites é importante relembrar os convidados desta situação, assim as pessoas  já estarão mais que  preparadas.. Peça também para que cada convidado confirme sua presença até 15 dias antes para se fazer a reserva no restaurante, ou no local onde será realizada a festa. Lembre-se, você poderá ter menos convidados do que imagina .

8 comentários em “Casamento por adesão

  1. Acho um desrespeito com os convidados. Se os noivos não tem condição de pagar uma festa, poderiam fazer um almoço em sua casa, aos padrinhos, parentes e amigos bem próximos. O que importa é brindar a ocasião com pessoas queridas, não importa o lugar ou forma e sim o carinho.
    Parece que querem satisfazer seu desejo de comemorar em lugar público às custas de outras pessoas que às vezes nem são tão próximas assim e que por vezes não podem pagar um restaurante para a família inteira e aind adar presente. Se a família é de 4 pessoas, temos que pagar a refeição dos 4, dar os 10% e em um restaurante que foi escolhido pelos noivos. E ainda dar presente, pois mesmo que os noivos não pediram, é vergonhoso aparecer de mãos vazias.

  2. Vou me casar em 2013 e estou pensando em usar o sistema de adesão em pizzaria, mas vou fazer uma mesa de doces e tb o bolo. Vou informar aos convidados mais intimos para a comemoração. Como estamos priorizando terminar a nossa casa e mobilia-la,vamos comemorar dessa forma,e eu ja estive em um casamento assim e deu super certo foi bem bacana.O importante e celebrar esse momento especial com as pessoas que amamos. Não adianta uma festa luxuosa se faltar o verdadeiro amor no casamento.

  3. Vou casar no final do ano no sistema de adesão, na verdade não será uma festa e sim um almoço com a cerimônia civil, ou seja, nada de vestidos e badulaques caros. Faremos um convite tradicional, com um convitinho anexo informando as condições e não incluiremos lista de presente (vamos informar apenas para quem perguntar). Estamos priorizando comprar todas as coisas para nosso apartamento e a viagem de lua de mel, e como $ não nasce em árvore não teremos condições de dar um festa. Resumindo, acho super válido o que estamos fazendo, reunir familiares e amigos nesse momento tão especial e sem "obrigá-los" a gastar com presente e/ou vestimentas apropriadas para uma festa. O que você acha Marcinha? Bj.

    1. Acho válido sim, desde que todos sejam avisados antes sobre o motivo, com certeza vão entender ! 🙂

      Beijos

  4. aiaiaiaiaiai… isso é bem complicado hein… Eu sempre tive em mente que o significado de uma pessoa oferecer uma festa é porque ela quer dividir a felicidade com os convidados. Mas quem está feliz não é quem oferece a festa? Então por que os convidados seriam "convidados", assim não se tornariam co-patrocinadores da festa? Sei lá… respeito a opinião de quem faz esse tipo de recepção.
    Uma vez cheguei a receber um convite que tinha anexado a ele um pequeno papel informando a condição dos noivos e a conta-corrente para depósito. Você acredita nisso?
    Oh my… é o fim do mundo…kkkkkkkkkkkkkkk

    1. É complicado sim Vanessa

      Por isto que tem que ser bem pensado e planejado até mesmo na forma de informar aos convidados ! No convite não fica legal ! Beijoss

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.